03.set 2013
Futebol

Galo na Libertadores!

Acho que todo mundo que segue meu blog sabe que sou atleticana. Daquelas bem fanáticas. Já sofri demais com meu time e juro que tentei ser mais distante, mas atleticano que é atleticano pode até ficar com um olho fechado fingindo que não está ligando, mas o outro está lá, estatelado, acompanhando e acreditando até o último segundo (apesar de todas as probabilidades dizerem o contrário…).

Ano passado o Galo nos deu muita alegria, assistimos ótimos jogos, vibramos, mas, no fim do Brasileirão, tivemos que nos contentar com o segundo lugar. Fizemos uma excelente campanha, mas queríamos ganhar, claro. E ai entramos o ano de 2013 com esperança (e medo!) para disputar a Libertadores da América.

Alguns debocharam do Galo, disseram que não daríamos nem onda em um campeonato tão disputado e forte, pois somos timinho de bairro… Provamos exatamente o contrário, demos show. Fizemos a melhor 1˚ fase de todo o campeonato. Mas mesmo assim a maioria das pessoas não botava a menor fé em nosso Galão, fomos, inclusive, chamados de cavalo paraguaio…

Nas oitavas de final pegamos o São Paulo. E, de novo, ouvimos muita gente dizer que o Galo iria cair perante um time com tradição, forte e cheio de títulos. Mas, novamente provando o contrário, o Galo garantiu vitória fora de casa, ganhando o jogo por 2×1. 

Eu assisti o jogo sozinha em casa (o marido estava na África!) e quase pirei de tanto gritar! Jogo tenso, adrenalina pura. Foi lindo ver a comemoração dos jogadores e ouvir os torcedores atleticanos calando a torcida deles no Morumbi.
O jogo de volta no Independência foi surreal, estava lá e me emocionei junto com meu Galo e toda a torcida. Apesar da vantagem dos gols fora de casa, todo cuidado é sempre pouco. Mas o Galo arrasou mais uma vez e demos foi goleada!!!! 4×1 (placar final 6×2). Tiramos até onda em cima do tão forte São Paulo. Cheguei a ter dó do goleiro Rogério Ceni, de tanto que foi zoado!!!! Achei que depois deste jogo ele iria se aposentar… rs


Quartas de final eu estava na Ilha Mauricios e perdi os dois jogos contra o Tijuana, só ficava sabendo dos resultados no dia seguinte. Vibrei muito de longe e quase não acreditei quando vi na televisão a tensão do pênalti no segundo jogo e a maravilhosa e histórica defesa do Vitor. Depois deste sufoco, tínhamos que ser campeões.

Semi final contra o forte time argentino do Newell’s Old Boys. O primeiro jogo foi fora de casa, em Rosário. Meu irmão foi para lá e, infelizmente, vimos lá de casa o Galo perder por 2×0. Tristeza total. Mas durou somente por alguns momentos, pois logo uma onda de força dominou todas as redes sociais e foi ai que surgiu a campanha do “eu acredito” e “yes we CAM”. Apesar do placar desfavorável e bem difícil de reverter, todos estavam confiantes.
Não consegui ir no jogo de volta no Independência, então fiquei assistindo (e quase enfartando!) em casa mesmo. O Bernard fez um gol logo no comecinho do jogo, deixando mais viva que nunca nossa esperança. Faltava só mais um golzinho!!!!

E ai que o jogo foi indo, indo, indo e nada do segundo gol acontecer. A tensão era muito grande, não podíamos levar um gol senão tudo estaria perdido. Já ouvia alguns cruzeirenses soltando foguetes e outros zoando no Facebook… Eles se esqueceram que um jogo só termina com o apito do juiz. No final do segundo tempo, ao som de #euacredito o Guilherme chutou ao gol e… marcooou!!!!! AAAAAAAAAA. Que emoção!

E então fomos para os penâltis, quase arrancando os cabelos, quase morrendoooo.

Não fosse suficiente tamanha tensão que os pênaltis já causam, quando estava 2×2, o Jô (artilheiro da Libertadores) foi bater e… para fooooraaaa! Inacreditável! Sorte que o jogador do Newell’s que bateu em seguida chutou na trave e a bola foi para fora também. A torcida foi à loucura. Momento “ufa”. Foi a vez do Richarlyson bater e, também, para… fooooora. Inacreditável 2!!!!! Para nosso alívio, chute deles para fora também! Aeeeeeeeeeeeeeeeee. A essa hora eu já rolava no chão, igual uma louca. É muita tensão, meu Deussss. Lá foi o Ronaldinho bater. Estava com um olho aberto e outro fechado. Coração na boca. E… GOOOOOOL. Todos os jogadores ajoelhados no gramado, abraçados. Agora tínhamos a vantagem. Lá foi o Newell’s bater e, claro, tinha que ser ele, mais uma vez, o herói: Vitor defeeeeende!!!!! Nossa, foi todo mundo ao delírio, que emoção. Nem consegui dormir esta noite. Galão na Final da Libertadores.

E eu não poderia deixar de acompanhar meu time para a final, muito orgulhosa! Então arrumamos as malas e lá fomos nós para Assunção!!!!! Uhuuuuuuuuuu. Nunca tinha visto  Confins tão preto e branco. A festa já começou ali e deu seqüência no vôo fretado, com todos cantando de um país ao outro. Até bandeirão teve dentro do avião!!!!

No dia do jogo passeamos um pouco por Assunção e depois fomos a uma churrascaria, que estava invadida por atleticanos. Festa em todo lugar.

Fomos escoltados até o estádio e na entrada dele. Achamos que era boato mas, não, tivemos que fazer bafômetro na entrada do estádio, surreal!!!! Sorte que a tolerância não é zero e pudemos entrar sem problemas.

Chegamos super felizes e super confiantes no estádio. Tinha certeza que, desta vez, o Galo já ia ganhar fora de casa e o jogo final em casa seria apenas para festejar! O pior já havia passado. Agora era Galo, do começo ao fim.

Ledo engano, o Galo perdeu de 2×0, com um gol no final que foi um balde de água fria total. Estávamos contentando com 1×0 fora de casa, seria um placar OK, mas aquele gol no final do jogo, de falta, deixou todo mundo para baixo. Por alguns segundos, desacreditei, achei muito difícil repetir o feito da semi-final, era contar com muita sorte… a vantagem deles era grande, mesmo lutando dentro de casa. Mas, a fé e esperança são as últimas que morrem e o espírito do “eu acredito” voltou com força total. Afinal de contas, o Galo é forte e vingador!

E foi neste clima que fomos para a final no Mineirão. Alegres, mas, claro, apreensivos.


Logo que entrei no estádio vi esta lua cheia linda, o Mineirão lotado, torcedores cantando a plenos pulmões. Ali, tive certeza que o Galo ia ganhar. Aquele campeonato era do Galo, de mais nenhum time. Numa boa, ninguém merecia mais este título que o Galo. Mas não basta merecer, tem que ganhar, certo? Então lá fomos nós para a guerra!

Fim de primeiro tempo, zero a zero. O galo teve maior posse de bola e chances de gol, mas a bola não entrou. A torcida a esta altura estava bem chocha. Todo mundo esperando um gol bem no começo, para diminuir logo a vantagem, mas não veio. Começo de segundo tempo já em outro clima, torcida meio calada, apática. Para nosso alívio, gol do Galo (Jo, Jo, Jo) logo no começo do segundo tempo. YEEEEEES. Reacendeu a esperança. O estádio foi a loucura e muitas lágrimas. A continuação do jogo foi tensa, muitas chances de gol, bola na trave, e o medo de sofrer um gol… até quando vimos o jogador do Olimpia entrar sozinho na grande aérea (pausa na respiração), sem goleiro e, ele escorregou!!!!! Como assim?!?! Haja coração!!!!! Aos 41 minutos Ronaldinho foi bater uma falta na grande área. Era nossa chance. Todos de mãos dadas. Mas não foi gol… Tenso, muito tenso. Será que veríamos o título escorregar pelas mãos? Chegamos tão perto para nada? E então, aos 43 minutos em uma cabeçada linda de Leo Silva a bola entrou no canto superior e goooooooooooooool. Nossa, foi muito lindo. Todo mundo “desacreditou” nesse momento. Foi incrível e inesquecível! 

Acabou o tempo normal e tive certeza que venceríamos na prorrogação, tínhamos um jogador a mais e a energia e empolgação da esperança renovada. Mas não, o negócio tinha que ser sofrido messsssmo. Fomos para os pênaltis de novo! Decisão de campeonato nos pênaltis!!! Quem merece??? Mas desta vez não teve chute para fora. Teve foi uma defesa do Vitor logo no primeiro chute deles. E todas as outras bolas entraram e assim, vi meu time ser CAMPEÃO DA LIBERTADORES! Muita muita muita alegria. Indescritível! Nos abraçamos muito, pulamos muito, vibramos muito. A energia e astral daquele jogo, daquele momento, irei sempre lembrar!

Postagem pós jogo: “Sem palavras, sem voz!!! Que noite, que emoção, que time!!!! Essa taça era nossaaaaaaa! Felicidade total! É, campeão, é campeão!!!! #galodoido #galocampeao #campeaolibertadores


Extravasando alegria!!!!!
Do Mineirão fomos festejar na sede do Galo. Chegamos em casa 5 da manhã, mas estávamos tão pilhados que ainda assistimos o VT do jogo. Loucos, fanáticos? Nem sei… foi muita alegria, muita adrenalina, muita emoção, para uma noite só! Só posso dizer que tenho pouquíssimas certezas nesta vida, mas uma delas é que serei atleticana até morrer!!!! Dizem que somos sofredores, oche, sofro feliz demais com meu time

Agora rumo a Marrocos!!!! Pacote Boreal comprado! Uhuuuuuuuuuuuuu.

Valeu meu Galão. Tenho orgulho de torcer para você! =)
1 Comentário
Compartilhe:
  • Facebook
  • Twitter
  • Pinterest
05.ago 2013
Festa

Niver Marininha – 4 anos!

Dia 18 de julho foi aniversário da Marininha, minha sobrinha caçula, meu amor!

A festinha estava programada para o sábado, mas passamos na casa da Sis no dia para dar um beijinho nela, cantar parabéns e comer um bolinho! =)

Ela estava “se achando” com 4 anos! Fofa demais!!!!

No sábado seguinte foi o dia da comemoração. Minha irmã preparou um almoço em nosso sítio. As priminhas de São Paulo vieram, além dos primos daqui e duas amiguinhas. Ela estava se achando a pessoa mais importante do mundo, já com 4 anos e todos os primos e amigos só por causa do aniversário dela…

Depois de fazerem a farra na piscina e no pula pula, todas as crianças se juntaram para o almoço. Quem agüenta esta mesa?

Mais para o fim da tarde, depois de muita brincadeira, subimos para o parabéns. O tema escolhido pela Marina foi Mary Poppins. Ela adora o filme, já assistiu várias vezes. Achei super original! Nunca vi um aniversário de 4 anos com este tema!!! Coitada da Sis, que teve que se virar nos 30 para fazer tudo. Olha e ela caprichou!!!! A mesa ficou lindíssima!!!! Vários detalhes, uma coisa! Arrasou!


Recordação da festa
(me fala se existe Mary Poppins mais linda que esta???)


Parabéns para você! ♫♫

A turminha!
Mary Poppins tomando seu chazinho… rs

Com a vovó


Com a Tia Coruja

Depois do parabéns e docinhos a farra ainda rendeu um bocado na quadra! Muitas e muitas brincadeiras. Ser criança é muito bom né?

E viva a Marininha, muitas felicidades para essa menina tão linda e doce!!!!!

Tia Déia te ama!
0 Comentários
Compartilhe:
  • Facebook
  • Twitter
  • Pinterest
31.jul 2013
Amor, Casa, Momento Top Chef

Jantar do ♥

Antes de eu e o marido entrarmos em uma série de viagens (separados), resolvi fazer um jantarzinho no capricho para ele (e para mim também, claro!), para curtirmos bastante a dois antes de entrarmos na saudade (sim, a gente tem mania de sofrer por antecedência).

Fiz um menu bastante completo, foi quase uma orgia gastronômica, que rendeu horas e horas (e dia seguinte também!). Além dos vinhos TOP e músicas mega agradáveis.

Claro que coloquei o menu na nossa parede!


Petisco: Parma, Figo e Mussarela de Búfala
(by Jamie Oliver)

Vinho branco acompanhando: 
Neudorf 2007 – Neozelandês

Mesa posta:

Entrada: Camarão na Grelha
(receita do programa “Food for thought” chamado de Shrimp on the Barbie)
+
Salada delícia 
(ficou muito muito boa, o marido super elogiou – milagre, ele não gosta de salada!)
(sem receita, eu que inventei moda)

Prato Principal: Filet Mignon com molho cremoso de cogumelos
(peguei a receita na net, super gostosa!)

Vinho tinto acompanhando:
Château Barde-Haut, 2005

Sobremesa: Sorvetão com Ganache de chocolate
(a cara está estranha, mas estava uma delícia! achei que o sorvete que tinha em casa era de creme mas quando abri era napolitano!)


Compilação no Instagram, fofo né?

Tem dias que a gente está inspirado e acerta, né? Todos os pratos foram feitos sem pretensão (e todos pela primeira vez!) e todos ficaram super deliciosos, de lamber os dedos!!!!!

Orgulho de mim mesma! Uhuuuu

Obs. Acho que a empolgação com a comida foi tanta que não tiramos uma foto sequer de nós mesmos!!! Ops!

Obs2. Se alguém quiser receitas, me avisa/pede! Pois se coloco aqui o post fica muito longo!!!!

2 Comentários
Compartilhe:
  • Facebook
  • Twitter
  • Pinterest